Bolas de Voleibol

História das Bolas de Võlei 

Bola com 12 gomos

Nos primórdios do esporte a bola tinha uma câmara de borracha e era coberta por couro ou lona. A circunferência media de 63,7cm a 68,6cm e o peso variava de 252g a 336g. As mais antigas eram de 12 gomos similares, inclusive com cordão, logo depois suprimido. Foram substituídas pelas de couro, costuradas  à mão, com 18 gomos hexagonais (G-18), da marca Drible, a bola oficial do IX Campeonato Brasileiro de 1960 realizado no Rio e dos Mundiais do mesmo ano. Como o solo das quadras era coberto de cimento liso, recomendavam-se alguns cuidados na sua conservação, inclusive cobri-las com fina camada de sebo de sela antes de guardá-las. Recomendava-se, ainda, não deixá-las molhar, pois retinham a água e passavam a pesar demasiadamente tornando-se impróprias para o jogo. Antes das partidas havia um acordo entre os capitães das equipes para a escolha da bola a ser usada, ainda que a recomendação oficial fosse a de que o time “da casa” providenciasse a melhor bola. Aliás, esta norma permaneceu para sempre.

Bola com 18 gomos, conhecida como G18.

Curiosidade. Recordo-me de um lance pertinente em 1981, por ocasião da partida entre o América e a Bradesco pelo campeonato carioca juvenil masculino. Éramos eu e Paulo Roberto de Freitas (Bebeto) os respectivos técnicos. Alguns instantes antes do jogo demos início à fase de aquecimento e bate-bola, mesmo sem a chegada da equipe visitante que logo chegou esbaforida, em cima da hora. No corre-corre, esqueceram de trazer o saco de bolas. Bebeto solicitou, então, a cessão de algumas para a sua equipe aquecer-se. Incontinenti, coloquei várias bolas à disposição de seus atletas. Ocorre que um deles, o levantador titular, muito saliente, pegou por sua conta a bola que estava sobre a mesa da súmula, entregue à arbitragem pela equipe com mando de campo. Imediatamente, recolhi a bola de suas mãos com a assertiva: “Esta é a bola de jogo; se minha equipe não deve usá-la, muito menos a equipe adversária”.

Regras Oficiais de Voleibol (1997-2000)

3. BOLAS

3.1 CARACTERÍSTICAS. A bola deve ser esférica, sendo sua capa feita de couro flexível e a câmara interior feita de borracha ou material similar. Sua cor deve ser uniforme e clara. A circunferência deve ser de 65 cm a 67 cm e o peso de 260g a 280g. A pressão interna deve ser de 0,30kgf/cm2 a 0,325kgf/cm2 (294,3mbar a 318,82mbar ou hPa) ou 0,423lb a 0,456lb.

3.2 UNIFORMIDADE DAS BOLAS. Todas as bolas usadas em uma partida devem ter as mesmas características no que diz respeito à circunferência, peso, pressão, tipo etc. As competições mundiais da FIVB devem ser jogadas com bolas aprovadas pela FIVB.

3.3 SISTEMA DE TRÊS BOLAS. As competições mundiais da FIVB devem ser jogadas com três bolas. Neste caso, seis boleiros ficam assim dispostos: um em cada ângulo da zona livre e um atrás de cada árbitro.

————————————–

O desenvolvimento do voleibol japonês foi acompanhado da indústria de material esportivo, inclusive pelas empresas fabricantes de bolas, que passaram a utilizar material sintético no seu fabrico. Após alguns anos, a Mikasa destacou-se nesse mister e obteve a primazia (concessão) da FIVB para a utilização de suas bolas em todas as competições oficiais promovidas pela Federação (ver Regra 3). Além do excelente material desenvolvido, o fabricante esmerou-se também na concepção da válvula, um dos pontos fracos da maioria dos concorrentes. As válvulas atingiram uma perfeição incrível, com excelente vedação, resolvendo todos os problemas pertinentes ao escape de ar e consequente manipulação para enchimento da bola. As filiadas têm autonomia para decidir que bolas utilizarem nos respectivos campeonatos regionais.

No Brasil, a bola era produzida por algumas poucas empresas – Drible, Rainha, Penalty – que, dependendo de negociações com a CBV, acertavam sua participação de exclusividade nos jogos de campeonatos. Entretanto, as bolas nacionais são fabricadas manualmente, possuem costuras entre seus gomos e sua câmara não adere ao couro de revestimento, provocando deformação em pouco tempo, inclusive o aumento de sua circunferência. Para atenuar o problema de enchimento/esvaziamento da bola, a Penalty, por exemplo, desenvolveu um tipo de válvula descartável (removível) com relativo sucesso.

A FIVB já recomendava que os jogos internacionais de sua promoção fossem realizados somente com bolas de fabricação da Mikasa, uma vez que suas características técnicas no fabrico eram inigualáveis e aceitas internacionalmente. Este fato redundou na decisão da CBV que, em NO nº24, de 12/5/75, deu o seu parecer sobre o assunto dizendo: “o volley-ball brasileiro somente pode adotar a bola japonesa”.  As) Dr. Ary da Silva Graça Filho, Vice-Presidente Técnico. (atual presidente da CBV)

No documento eram ressaltadas características da bola japonesa quanto ao fabrico em máquinas de fiação, com carcaça de cordel de náilon e pelica de revestimento aplicada eletronicamente, sem costura, redundando em maior tempo de uso. Além disso, resultaram num avanço das técnicas individuais e esquemas táticos: o revestimento e a estrutura da bola permitem imprimir um efeito especial ao vencer a resistência do ar, provocando o aparecimento de tipos de saque. A pelica, que possui maior aderência no contato, permitiu o aperfeiçoamento da sensibilidade do atleta durante o toque ou impacto. No que diz respeito à durabilidade, calculava-se para a bola japonesa um uso de 4-5 meses, enquanto a nacional, de um mês e meio a dois meses, respeitados, é claro, o tipo de piso, manejo e conservação, além do tempo de uso em treinos ou jogos.

A FIVB permanece sempre atenta aos perigos e nuances que a bola oferece aos atletas em função da evolução do jogo. Assim, frequentemente determina alterações físicas para maior proteção dos jogadores, especialmente no que se refere à pressão interna da bola, como em 1997, quando recomendou a sua redução. Até 2000 as bolas eram totalmente brancas e, a partir daí, a Federação facultou à empresa fabricante a inclusão de duas cores – azul e amarela. Peço licença para apresentar alguns aspectos desenvolvidos em relação à bola de voleibol no início do século XXI colhidos na Internet em tradução livre.

Nova tecnologia patenteada (desde 2005). O objetivo da Mikasa – fabricante de material esportivo – era desenvolver uma nova e revolucionária tecnologia de costura para combinar as duas vantagens da costura à máquina clássica e da costura manual. A empresa hoje é capaz de produzir com sucesso bolas incrivelmente mais bem costuradas graças a uma nova tecnologia, chamada TwinStLock. Os pontos foram melhorados através de costuras de alça dupla mais apertadas. As desvantagens das duas tecnologias tradicionais – a rigidez e o contato irritante com a pele – foram eliminadas. O novo material em couro sintético natural usado na bola (MVP200) é um produto macio e convencional que visa a atender as exigências e aspirações do esporte de alto nível, além de cumprir todos os requisitos de compatibilidade ambiental.

  • Vantagens. Os pontos são mais macios, estreitos e quase invisíveis; não há mais irritação da pele, especialmente para as crianças; durabilidade da bola aumentada de 30% a 50%; A bola permanece esférica e limpa.
  • Características. As cores são brilhantes e parecem transparentes em comparação ao couro natural; colorida com pigmentos, não há esmaecimento da cor na superfície. Fácil de cuidar, de limpar, não demanda a manutenção complicada do couro natural; as boas condições são mantidas por longo tempo. O material é adequado para o ambiente; não há liberação de dioxina, mesmo em sua queima.
  • Especificações:

Superfície - Maciez da lã natural de ovelha; camada de náilon superfino torna o toque macio para as mãos.

Camada de borracha – Macia, melhora o toque graças à camada de borracha natural uniforme sobre os fios reforçados.

Camada reforçada – (de fios enrolados) Menor quantidade de fios de náilon enrolados proporciona maciez, sem perda da esfericidade da bola.

Bexiga (câmara de ar) – Bexiga de borracha de butilo, apresenta retenção de ar superior.

A nova bola, produzida pela Mikasa, é mais leve do que a última versão, MVP200. O material de cobertura e o modo como foi costurado está totalmente diferente. Somente as linhas são coladas, não mais as camadas por completo. Segundo os dirigentes, as mudanças deixarão o modelo mais estável no ar (25.11.2007).

Modernidade. A fabricante brasileira de bolas Penalty anunciou (16.8.2006) que o projeto para desenvolver uma bola de vôlei “inteligente” entrou na fase final de testes. A bola será equipada com microprocessador que auxilia árbitros em lances duvidosos. A empresa investiu cerca de 2 milhões de dólares no projeto que envolve a inserção de um chip transmissor de sinais de rádio que indicam se ela caiu dentro ou fora da quadra. Além do chip na bola, um conjunto de sensores precisa ser posicionado na quadra para permitir a identificação dos lances difíceis de serem julgados “manualmente” pelos árbitros. Não tenho notícias sobre a conclusão do projeto.

Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

55 Comments on "Bolas de Voleibol"

commenter

esse site me ajudou muito com meu trabalho

commenter

Que bom, Laura, ter contribuído para o seu crescimento e desenvolvimento dos seus trabalhos. Espero continuar a servir a todos. Volte sempre.

commenter

gosto muito min ajuda muito com minhas pesquisas

commenter

Olá Emily,
Que bom poder ajudar você! Tomara que continue buscando aprender e a se informar cada vez mais. Fale também com seus colegas e amigos e venham se divertir pesquisando. Já viu os artigos do Mini Voleibol? Veja que as bolas são um pouco menores e mais leves. Aguardo todos vocês.

commenter

Olá Luíza, obrigado por sua manifestação sincera. Todavia, para quem escreveu o artigo que você não gostou, seria interessante que dissesse o que a desagradou ou, ainda, o que gostaria de ter encontrado aqui. Dessa forma, poderei auxiliá-la em seguida. Estarei aguardando seu novo comentário. Até lá!

commenter

Sou jogadora de voley master, e gostaria de saber como conservar as bolas de voley, digo como limpar sem estragar a bola; preciso passar isso para nosso departamento de volley, pois tem clubes que as bolas são limpas, mas com que produto? Poderiam me ajudar.

commenter

Em nossas histórias sobre a bola de volei (eram de couro) dissemos que a sua conservação era feita de modo rudimentar, mas que atendia a poucas exigências. Atualmente, não tenho conhecimento ainda mais que são cobertas por material sintético. Sugestões: 1) contactar o clube que citou e indagar se o uso de determinada substância tem alguma contra-indicação para quem estará manuseando (jogando) com a bola; 2) e-mail para o fabricante, o mais indicado. Dicas de Conservação (busca na web, Google): há, por exemplo, algumas dicas que, volto a repetir, dependem do material empregado (no caso, PVC, para a bola Bola Vôlei Penalty MG3500 520125): manter a bola sempre inflada de 6 a 11 libras (dependendo da modalidade); utilizar o produto em locais adequados, distante de objetos pontiagudos; evitar guardá-la molhada ou em locais com umidade (local arejado); para limpar utilize pano úmido com sabão neutro.

commenter
Leandro Terra Versiani dos Anjos | fevereiro 29th, 2012 at 6:30

Vôlei. Escolinha na praia de Icaraí. Com o Kleber e Robertão. Isto me lembra minha infância. As regras eram diferentes do vôlei de hoje, havia vantagem, os sets iam até 15, não existia líbero, saque em que a bola batesse na rede não valia, o pé não poderia ser usado pra defender.Mas, como tudo na vida, o esporte evoluiu, e agora não se joga mais assim! Resta a saudade deste tempo… Hoje me parece que os torneios de vôlei disputados são com sistema de pontos corridos, ou seja, nas olimpíadas as doze seleções concorrentes jogam todas contra todas (isto tem lá as suas vantagens!), onde as três primeiras garantem vagas nas Olimpíadas, não é assim? Eu não entendo que seja melhor pontuar vitórias por 3 a 2 valerem menos que vitórias por 3 a 1 ou 3 a 0. Se você puder me convencer, eu até posso me conformar, mas tenho um pouco de saudosismo dos embates que duravam mais, onde a emoção a cada saque era maior, com as vantagens que realmente deixavam os torcedores e jogadores com os nervos à flor da pele, esperando aquele último ponto que poderia ser decisivo. Parabéns pelo excelente trabalho, e tenha certeza de que participarei mais vezes, pois esta iniciativa deve ser estimulada e muito, pois com o esporte na mente, o ócio não controla as pessoas, e com toda certeza o mundo ficaria muito melhor se todos se empenhassem em praticar ao menos um esporte com periodicidade, melhorando a saúde física e mental de todos que participem com amor e dedicação que sei que você Roberto possui pelo esporte. Sucesso, e um forte abraço na família Pimentel do fã Leandro Terra e família.

commenter

Querido amigo, uma ligeira correção perfeitamente compreensível: ao invés de Kleber, leia-se Helber, um professor a quem devo muito e por quem tenho o maior apreço.
Escolheu muito bem a postagem para consignar seus sentimentos. Devemos estar todos no “mundo da bola”, como crianças a brincar na praia. Demos início às diversões em 1988, ano da Olimpiada de Seul. Retornamos no início de 1991 e creio que só terminamos em 1995. Assim, 24 anos depois você mexe com os meus sentimentos e verto saudosamente uma lágrima. Tenho uma expressão popular que adotei na concepção dos projetos: a criança deve se sentir como “pinto no lixo”, sem ninguém a incomodá-la. Como você ainda se lembra, parece que acertei em cheio. A mim pouco se me dizia se aprendiam a jogar vôlei, pois o que importava era que aprendessem a “fazer bagunça”, isto é, torná-las alegres com a atividade. E assim foi e ficou marcado na lembrança de milhares de crianças que por ali se deliciaram. E, tenham certeza, tornaram-me um homem muito mais feliz! Obrigado a todos que “bagunçaram o meu coreto”!

commenter

30.3.2012 – (Áustria)… Excelente post, no entanto poderia escrever um pouquinho mais sobre o tema? Ficarei muito grato se você elaborar um pouco mais. Obrigado!
19.3.2012 (Anthony) – (…) Você poderia fazer uma lista de todas as suas páginas públicas, com seu perfil do LinkedIn, Facebook ou página de Twitter?

commenter
Ana Carolina | março 23rd, 2012 at 5:26

Nossa muito obrigada; esse site me ajudou muito no trabalho de educação física.

commenter

Que bom, Ana Carolina, fico muito satisfeito em tornar seu trabalho alegre e contagiante. Propague entre suas colegas e busque outras informações sempre que puder. É bom falar com gente jovem. E diga-me se a sua professora se agradou do Procrie. Poderão buscar mais informes visitando “Novo Sumário”, com quase 400 páginas variadas.

commenter

23.4.2012 – Mensagem fantástica. Grato pelas particularidades e espero muito mais.
19.4 – San Diego Web Design) Obrigado pelo ótimo post, tenho me linkado de volta para o seu site. Grato pelo ótimo artigo. 16.4.2012 – (car performance…) Este site é realmente um passeio através de todas as informações que queria sobre isso e não sabia a quem perguntar. Busque aqui e você certamente vai achar!
6.4 – (Podrozy, pl) Corri para esta página por engano, surpreendentemente este é um site maravilhoso. O mentor do site fez um grande trabalho de escrita/coleta de artigos para postar. A informação aqui é realmente útil para minhas pesquisas. Vou selecionar este site na internet para que eu possa rever no futuro. As pessoas têm escrito e vão ajudá-lo a decidir se é a escolha certa para você.

1.4 – (Yon Colesar, uk) Isso é algo que eu nunca tinha lido. Análise muito detalhada.

commenter

3.5.2012 – (abel ponder)… Aprecio muito este blog. Continue escrevendo.
2.5 – (prince william)… Obrigada por todos os esforços que você colocou neste artigo. Informações realmente fascinantes.

commenter

que orro

commenter

Olá Brenda,
De sua interjeição, ainda que curta e quase inteligível, depreende-se: 1º) predispôs-se a manifestar sua opinião; 2º) presume-se que tenha lido o texto (ou parte dele); 3º) queria testar o autor para sentir o seu caráter, isto é, se retornaria. Se estiver certo em apenas uma das alternativas, já me considero feliz, pois tenho certeza que voltará ao Procrie. E estarei esperando-a gentilmente. A propósito, sobre a escrita: “Que horror”!

commenter

20.6.2012 – (Margarito)… Estou impressionado! Muito raramente eu encontro um blog que é educativo e divertido e deixe-me dizer-lhe, você bateu o prego na cabeça. Sua idéia é excelente; a questão é algo que não basta às pessoas falar com inteligência. Estou muito feliz por ter tropeçado em toda esta neste blog na minha busca de algo relativo ao assunto.

commenter
laura caroline | junho 21st, 2012 at 8:42

acho que isso isso ira me ajudar no meu trabalho wlw

commenter

Que bom, Laura Caroline! Estou muito satisfeito em ajudá-la. Aproveite bem e volte quando sentir vontade.

commenter

22.6.2012 – Ebay (Áustria)… Woah! Estou realmente amando o template/tema deste site. É simples, mas eficaz. Muitas vezes é difícil conseguir um “equilíbrio perfeito” entre a usabilidade e aparência visual. Devo dizer que você tem feito um excelente trabalho. Além disso, o blog carrega muito rápido para mim no Chrome. Excelente Blog!

commenter

28.6.2012 – (Susanne Khaele)… Acabo de receber um convite gentil da jovem epigrafada: “você tem um grande blog! Gostaria de fazer alguns posts de convite no meu blog?” (you have a great blog here! would you like to make some invite posts on my blog?). É evidente que sim Susanne, desde que tenha certeza de suas intenções. O maior impecilho seria a língua, pois desconheço todas, exceto o português. E o Google Translate não é o melhor conselheiro para tal. Enquanto isto, estou necessitando de ajuda na versão para o inglês de títulos e subtítulos no Prezi-Procrie: http://prezi.com/9nhuhq5t7coh/procrie/. Aproveitem corrijam-me e comentem neste Procrie.

commenter

21.7.2012 – (princess catherine figurine)… Eu simplesmente não podia deixar seu site antes de afirmar que realmente gostei da informação. Como um indivíduo proporciona tanto aos seus visitantes? Voltarei mais vezes para verificar novas mensagens.
20.7.2012 – (how to grow hair faster)… Você é realmente um excelente webmaster. A velocidade de carregamento do site é incrível! A sensação é que você está fazendo algum truque distintivo. Além disso, O conteúdo é obra-prima. Você tem feito uma atividade fantástica neste assunto!

commenter

21.8.2012 – (Klara Arnett)… Estou impressionada! Raramente encontro um blog tão educativo e divertido. E você acertou em cheio (bateu o prego na cabeça). Sua idéia é excelente, o problema é algo que não basta às pessoas que falam sobre inteligênci. Estou muito feliz em encontrá-lo em minhas buscas pelo tema.

commenter

obrigado pela respostas para meu trabalho de ed.fisica me ajudou com peso da bola tamanho e pressao interna da bola to inprecionado muito obrigado

commenter

Fico feliz por ter gostado do que investigou e aprendeu. Impressiona-me sua vontade em aprender e gratidão. Volte sempre!

commenter

29.8.2012 – (cheap guild)… Eu simplesmente tinha de dizer obrigada mais uma vez. Não sei o que poderia ter usado na ausência do tipo de estratégias que contribuíram para você em tal situação. Olhando a sua técnica muito expert você me fez chorar de alegria. Estou grata por este apoio e, em seguida, acredito que você reconhece que para um trabalho tão poderoso você deve estar contribuindo para a formação de muitas pessoas com a ajuda do seu blog post.

commenter

muito bom ajudou no meu trabalho.Parabenss!!!

commenter

Grato Marina, volte sempre e tire suas dúvidas a qualquer tempo. Por que não espalha o endereço entre suas colegas? Estará compartilhando as informações e, realizar o trabalho em conjunto é muito mais gratificante. Experimente.

commenter

19.8.2012 – (Cheap Name brand products,Nike Air Jordans…)… Precisei verificar com você neste post e isso não é uma coisa que eu normalmente faço! Tive o prazer de ler um post que vai fazer com que as pessoas assumam. Além disso, obrigado por permitir-me comentar!

commenter

9.10.2012 – Este site é realmente um passeio através de todas as informações que queria sobre isso e não sabia a quem perguntar. Vislumbre aqui e você definitivamente vai descobrir.

commenter
Maria Letícia | novembro 4th, 2012 at 9:04

Vhey gostei muito disso eu passei muito tempo atras disso e só achei aqui muito legal tudo o que precisava pra minha fera (feira) de ciencias ta aqui valeu.

commenter

Foi muito bom para nós saber que ajudamos você, Maria Letícia. Volte sempre.

commenter

muito obrigado esse site me ajudou muito
no meu trabalho de educação fisica e eu passei de ano

commenter

Olá Erik! Parabéns pelo seu empenho em suas pesquisas no trabalho dae educação física. Você passou de ano por seus méritos, pois aprendeu a estudar através de pesquisas. Continue assim e envolva seus colegas e amigos no futuro. Sentimo-nos felizes por oferecer matéria para o seu conhecimento. Até breve!

commenter

25.2.2013 – (…) Olá site muito legal, excelente, superbom! Vou marcar o seu site e ter os feeds, além disso estou feliz por encontrar tantas informações úteis. Nós gostaríamos de desenvolver técnicas neste sentido. Obrigado por compartilhar.
12.2.2013 – (Profollica)… Estou pela primeira vez aqui. Encontrei este fórum e acho que é realmente útil e que me ajudou muito. Espero dar algo de volta e ajudar os outros como você me ajudou.

commenter

31.3.2013 – (…) Olá, tudo está perfeito aqui, e claro, cada um compartilha as informações, que são genuinamente boas. Mantenha suas escritas.
17.3.2013 – (Ada) Sempre dedico meia hora para ler as mensagens dessa página junto com uma xícara de café.
16.3.2013 – (…) Isso é realmente interessante. Você é um blogueiro muito qualificado. Juntei-me ao seu feed e olho para frente em busca de mais conteúdos do seu ótimo post. Além disso, tenho compartilhado o seu site em minhas redes sociais!
16.3.2013 – (…) Essa é uma ótima dica. Informações curtas, mas muito precisas. Agradecemos o seu compartilhamento!
13.3.2013 – (Marta)… Este blog não poderia ser escrito melhor! Meu companheiro constantemente parava para falar sobre isso. Vou enviar este artigo para ele. Bastante certo de que ele vai ter uma leitura muito boa. Agradeço a você por compartilhar!
9.3.2013 – (Sara) … Gosto da valiosa informação que você fornece com seus artigos. Vou marcar o seu blog e retornar aqui com freqüência. Estou bastante certa de que vou aprender coisas novas muito adequadas! Boa sorte para o seguinte!

commenter

3.4.2013 – (…) Aprendi várias coisas boas aqui. Coloquei entre os meus favoritos para revisitar. Estou surpresa e tenho uma agradável sensação, pois você realizou um tipo de site informativo fantástico.

commenter

Nossa muiiiito bom esse seu site!!! Meu professor de Ed. Fisica me pediu um seminário sobre esse assunto e eu consegui terminar o trabalho no msm dia. Obrigada!!!

commenter

Agradecemos o seu comentário elogioso, Eloiza. Estamos curiosos para saber como descobriu o nosso blogue e em que cidade reside. Além disso, se gostou tanto, espalhe o Procrie entre seus colegas. Atenção para não serem tentados a “colarem” textos inteiros: qualquer tentativa de interpretação é válida. Um segundo detalhe: quando se valer de informações de terceiros, informe sempre a fonte. Volte sempre!

commenter

adorei o resumo muito bom

commenter

Grato inaaraaaa. Satisfeita com o que viu em Bolas de Voleibol, que tal um passeio por outros artigos? Veja em Novo Resumo uma lista de todos eles e divulgue. Grato por seu comentário.

commenter

26.5.2013 – …) Excelente artigo, realmente o que eu precisava.
22.5.2013 – (butalife)… Posso dizer que é um alívio encontrar alguém que realmente tem consciência do que se diz na internet. Você sabe positivamente como transmitir uma dificuldade, simplificá-la e torná-la importante. Outras pessoas precisam ler isto e perceber esta fala.

commenter

Your mode of explaining everything in this article is really nice, every one be able to simply be aware of it,
Thanks a lot.

commenter

Amo esse esporte!

commenter

Olá Yanise,
Quanta coisa boa resumiu em três simples palavras! Se gostou tanto do artigo sobre Bolas de Voleibol dê uma espiadinha em outros à sua escolha. Tomara que ame muito todos eles!

commenter

I must express appreciation to the writer just for bailing me out of this particular crisis. Because of exploring through the internet and seeing advice that were not helpful, I believed my life was well over. Living without the presence of answers to the issues you have solved by means of your entire guideline is a serious case, and those that might have in a wrong way affected my entire career if I hadn’t encountered your website. Your actual competence and kindness in maneuvering a lot of things was vital. I don’t know what I would have done if I hadn’t come upon such a subject like this. It’s possible to at this point look ahead to my future. Thanks so much for this professional and amazing help. I will not be reluctant to refer your site to any individual who would need guidance on this matter.

tite…

I truly wanted to write down a quick note so as to appreciate you for all the unique points you are placing at this site. My extended internet look up has at the end of the day been compensated with awesome details to go over with my partners. I ‘d as…

commenter

13.6.2013 – (Deanne Hernandez)… Grande blog! Definitivamente adoro como é fácil sobre os olhares pessoais e também os dados são muito bem escritos.

commenter

Muito Obrigada!
Este site me ajudou bastante em meu trabalho de Educação Física, onde estava aprendendo sobre os tipos de bolas, e esse site me esclareceu sobre a de Volei, enfim, Obrigada!

commenter

Olá Samara, fico satisfeito por ajudá-la e a muitos outros jovens como você que visitam este blogue. Acrescento que o maior número delas recai exatamente nos artigos sobre bolas de voleibol. Espero que tirem proveitos de tantos outros, bem como seus professores. Inclusive, passei a chama-los de “Geração Nota 10″, referindo-me a nota que tiram nas provas de EF.

commenter

Why did you blog about Bolas de Voleibol – Procrie? Don’t get me wrong, it’s a great post but it’s just kinda different than your other topics.

commenter

O tema Bolas de Voleibol, por incrível que pareça, é o mais procurado (15%) entre todos os artigos. Imagino que se trata de curiosidade e de pesquisas escolares. Consta do livro História do Voleibol no Brasil que estou oferecendo ao público.

commenter

Você é realmente um webmaster apenas “para a direita”.
O site a carregar tem ritmo é incrível. Parece que você está… fazendo qualquer truque original. Além disso, o conteúdo é obra-prima. Você realiza uma atividade fantástica neste assunto.

I was curious if you ever considered changing the layout of your website? Its very well written; I love what youve got to say. But maybe you could a little more in the way of content so people could connect with it better. Youve got an awful lot of text for only having 1 or two pictures. Maybe you could space it out better?

Procrie…. Obrigado pelo comentário. Faremos o possível para agradar.

Leave a Reply

Name:
Email:
Website:
Comment: