Bolas de Voleibol

História das Bolas de Võlei 

Bola com 12 gomos

Nos primórdios do esporte a bola tinha uma câmara de borracha e era coberta por couro ou lona. A circunferência media de 63,7cm a 68,6cm e o peso variava de 252g a 336g. As mais antigas eram de 12 gomos similares, inclusive com cordão, logo depois suprimido. Foram substituídas pelas de couro, costuradas  à mão, com 18 gomos hexagonais (G-18), da marca Drible, a bola oficial do IX Campeonato Brasileiro de 1960 realizado no Rio e dos Mundiais do mesmo ano. Como o solo das quadras era coberto de cimento liso, recomendavam-se alguns cuidados na sua conservação, inclusive cobri-las com fina camada de sebo de sela antes de guardá-las. Recomendava-se, ainda, não deixá-las molhar, pois retinham a água e passavam a pesar demasiadamente tornando-se impróprias para o jogo. Antes das partidas havia um acordo entre os capitães das equipes para a escolha da bola a ser usada, ainda que a recomendação oficial fosse a de que o time “da casa” providenciasse a melhor bola. Aliás, esta norma permaneceu para sempre.

Bola com 18 gomos, conhecida como G18.

Curiosidade. Recordo-me de um lance pertinente em 1981, por ocasião da partida entre o América e a Bradesco pelo campeonato carioca juvenil masculino. Éramos eu e Paulo Roberto de Freitas (Bebeto) os respectivos técnicos. Alguns instantes antes do jogo demos início à fase de aquecimento e bate-bola, mesmo sem a chegada da equipe visitante que logo chegou esbaforida, em cima da hora. No corre-corre, esqueceram de trazer o saco de bolas. Bebeto solicitou, então, a cessão de algumas para a sua equipe aquecer-se. Incontinenti, coloquei várias bolas à disposição de seus atletas. Ocorre que um deles, o levantador titular, muito saliente, pegou por sua conta a bola que estava sobre a mesa da súmula, entregue à arbitragem pela equipe com mando de campo. Imediatamente, recolhi a bola de suas mãos com a assertiva: “Esta é a bola de jogo; se minha equipe não deve usá-la, muito menos a equipe adversária”.

Regras Oficiais de Voleibol (1997-2000)

3. BOLAS

3.1 CARACTERÍSTICAS. A bola deve ser esférica, sendo sua capa feita de couro flexível e a câmara interior feita de borracha ou material similar. Sua cor deve ser uniforme e clara. A circunferência deve ser de 65 cm a 67 cm e o peso de 260g a 280g. A pressão interna deve ser de 0,30kgf/cm2 a 0,325kgf/cm2 (294,3mbar a 318,82mbar ou hPa) ou 0,423lb a 0,456lb.

3.2 UNIFORMIDADE DAS BOLAS. Todas as bolas usadas em uma partida devem ter as mesmas características no que diz respeito à circunferência, peso, pressão, tipo etc. As competições mundiais da FIVB devem ser jogadas com bolas aprovadas pela FIVB.

3.3 SISTEMA DE TRÊS BOLAS. As competições mundiais da FIVB devem ser jogadas com três bolas. Neste caso, seis boleiros ficam assim dispostos: um em cada ângulo da zona livre e um atrás de cada árbitro.

————————————–

O desenvolvimento do voleibol japonês foi acompanhado da indústria de material esportivo, inclusive pelas empresas fabricantes de bolas, que passaram a utilizar material sintético no seu fabrico. Após alguns anos, a Mikasa destacou-se nesse mister e obteve a primazia (concessão) da FIVB para a utilização de suas bolas em todas as competições oficiais promovidas pela Federação (ver Regra 3). Além do excelente material desenvolvido, o fabricante esmerou-se também na concepção da válvula, um dos pontos fracos da maioria dos concorrentes. As válvulas atingiram uma perfeição incrível, com excelente vedação, resolvendo todos os problemas pertinentes ao escape de ar e consequente manipulação para enchimento da bola. As filiadas têm autonomia para decidir que bolas utilizarem nos respectivos campeonatos regionais.

No Brasil, a bola era produzida por algumas poucas empresas – Drible, Rainha, Penalty – que, dependendo de negociações com a CBV, acertavam sua participação de exclusividade nos jogos de campeonatos. Entretanto, as bolas nacionais são fabricadas manualmente, possuem costuras entre seus gomos e sua câmara não adere ao couro de revestimento, provocando deformação em pouco tempo, inclusive o aumento de sua circunferência. Para atenuar o problema de enchimento/esvaziamento da bola, a Penalty, por exemplo, desenvolveu um tipo de válvula descartável (removível) com relativo sucesso.

A FIVB já recomendava que os jogos internacionais de sua promoção fossem realizados somente com bolas de fabricação da Mikasa, uma vez que suas características técnicas no fabrico eram inigualáveis e aceitas internacionalmente. Este fato redundou na decisão da CBV que, em NO nº24, de 12/5/75, deu o seu parecer sobre o assunto dizendo: “o volley-ball brasileiro somente pode adotar a bola japonesa”.  As) Dr. Ary da Silva Graça Filho, Vice-Presidente Técnico. (atual presidente da CBV)

No documento eram ressaltadas características da bola japonesa quanto ao fabrico em máquinas de fiação, com carcaça de cordel de náilon e pelica de revestimento aplicada eletronicamente, sem costura, redundando em maior tempo de uso. Além disso, resultaram num avanço das técnicas individuais e esquemas táticos: o revestimento e a estrutura da bola permitem imprimir um efeito especial ao vencer a resistência do ar, provocando o aparecimento de tipos de saque. A pelica, que possui maior aderência no contato, permitiu o aperfeiçoamento da sensibilidade do atleta durante o toque ou impacto. No que diz respeito à durabilidade, calculava-se para a bola japonesa um uso de 4-5 meses, enquanto a nacional, de um mês e meio a dois meses, respeitados, é claro, o tipo de piso, manejo e conservação, além do tempo de uso em treinos ou jogos.

A FIVB permanece sempre atenta aos perigos e nuances que a bola oferece aos atletas em função da evolução do jogo. Assim, frequentemente determina alterações físicas para maior proteção dos jogadores, especialmente no que se refere à pressão interna da bola, como em 1997, quando recomendou a sua redução. Até 2000 as bolas eram totalmente brancas e, a partir daí, a Federação facultou à empresa fabricante a inclusão de duas cores – azul e amarela. Peço licença para apresentar alguns aspectos desenvolvidos em relação à bola de voleibol no início do século XXI colhidos na Internet em tradução livre.

Nova tecnologia patenteada (desde 2005). O objetivo da Mikasa – fabricante de material esportivo – era desenvolver uma nova e revolucionária tecnologia de costura para combinar as duas vantagens da costura à máquina clássica e da costura manual. A empresa hoje é capaz de produzir com sucesso bolas incrivelmente mais bem costuradas graças a uma nova tecnologia, chamada TwinStLock. Os pontos foram melhorados através de costuras de alça dupla mais apertadas. As desvantagens das duas tecnologias tradicionais – a rigidez e o contato irritante com a pele – foram eliminadas. O novo material em couro sintético natural usado na bola (MVP200) é um produto macio e convencional que visa a atender as exigências e aspirações do esporte de alto nível, além de cumprir todos os requisitos de compatibilidade ambiental.

  • Vantagens. Os pontos são mais macios, estreitos e quase invisíveis; não há mais irritação da pele, especialmente para as crianças; durabilidade da bola aumentada de 30% a 50%; A bola permanece esférica e limpa.
  • Características. As cores são brilhantes e parecem transparentes em comparação ao couro natural; colorida com pigmentos, não há esmaecimento da cor na superfície. Fácil de cuidar, de limpar, não demanda a manutenção complicada do couro natural; as boas condições são mantidas por longo tempo. O material é adequado para o ambiente; não há liberação de dioxina, mesmo em sua queima.
  • Especificações:

Superfície – Maciez da lã natural de ovelha; camada de náilon superfino torna o toque macio para as mãos.

Camada de borracha – Macia, melhora o toque graças à camada de borracha natural uniforme sobre os fios reforçados.

Camada reforçada – (de fios enrolados) Menor quantidade de fios de náilon enrolados proporciona maciez, sem perda da esfericidade da bola.

Bexiga (câmara de ar) – Bexiga de borracha de butilo, apresenta retenção de ar superior.

A nova bola, produzida pela Mikasa, é mais leve do que a última versão, MVP200. O material de cobertura e o modo como foi costurado está totalmente diferente. Somente as linhas são coladas, não mais as camadas por completo. Segundo os dirigentes, as mudanças deixarão o modelo mais estável no ar (25.11.2007).

Modernidade. A fabricante brasileira de bolas Penalty anunciou (16.8.2006) que o projeto para desenvolver uma bola de vôlei “inteligente” entrou na fase final de testes. A bola será equipada com microprocessador que auxilia árbitros em lances duvidosos. A empresa investiu cerca de 2 milhões de dólares no projeto que envolve a inserção de um chip transmissor de sinais de rádio que indicam se ela caiu dentro ou fora da quadra. Além do chip na bola, um conjunto de sensores precisa ser posicionado na quadra para permitir a identificação dos lances difíceis de serem julgados “manualmente” pelos árbitros. Não tenho notícias sobre a conclusão do projeto.

Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

129 Comments on "Bolas de Voleibol"

I’m amazed, I have to admit. Rarely do I come across a blog that’s equally educative and amusing, and without a doubt, you have hit the nail on the head. The problem is an issue that too few folks are speaking intelligently about. I’m very happy I found this during my search for something relating to this.

Hi there, I enjoy reading through our article. I wwnted to write a little comment to support you.

achei meio bosta

odchudzające | outubro 6th, 2014 at 20:20

I was wondering if you ever considered changing the page layout of your site? Its very well written; I love what youve got to say. But maybe you could a little more in the way of content so people could connect with it better. You’ve got an awful lot of text for only having 1 or 2 pictures. Maybe you could space it out better?

Procrie… Obrigado! Estamos providenciando talvez a ampliação para um site.

commenter
Jéssica Higa | outubro 10th, 2014 at 12:12

Tirei muito proveito do texto, pois veio bem na hora em que eu mais precisava, visto que eu procurava informações sobre bolas da marca Mikasa que me indicaram.Só fiquei com uma dúvida, todas as bolas da Mikasa são leves e não agridem a pele?? Ou somente esta citada no texto (MVP200) foi especificamente projetada para jogos oficiais???

commenter

Jéssica,
Eis aí uma boa pergunta, que provavelmente só o fabricante poderá responder. Explico: no Procrie trago informações não muito específicas sobre determinados temas e, no caso, cuidei apenas de fazer a ligação com a história do surgimento das bolas de vôlei no Brasil. Para tanto, frequentei o sítio da empresa. Imagino que sua indagação poderá ser respondida com precisão pela própria Mikasa, pois tenho certeza que ficarão satisfeitos com o interesse demonstrado. Diga-me depois o que apurou. Grato por sua indagação.

A fascinating discussion is definitely worth comment. I do think that you should write more about this subject, it may not be a taboo matter but typically people do not talk about such subjects. To the next! Best wishes!!

I am sure this article has touched all the internet visitors, its really really nice article on building up new website.

Congratulations on having 1 of the most sophisticated blogs I’ve arrive across in some time! Its just incredible how substantially you can take away from something simply because of how visually beautiful its. Youve put together a good weblog space great graphics, videos, layout. This is definitely a must-see weblog!

Magnificent website. A lot of helpful info here. I am sending it to a few buddies ans also sharing in delicious. And certainly, thanks in your effort!

commenter

Ajudou bastante no meu trabalho obrigado gostei

commenter

Obrigado ajudou bastante no meu trabalho

commenter

Olá Gabriel, fico feliz por ter contribuído para o seu crescimento. Volte sempre e grato pelo elogio.

Com nosso hack, ganharás vantagem no jogo que fará com que seja muito mais divertido e agradável.

Very good info. Lucky me I recently found your site by accident (stumbleupon). I’ve bookmarked it ffor later!

Hello I am so glad I found your weblog, I really found you by mistake, while I was looking on Askjeeve for something else, Nonetheless I am here now and would just like to say thank you for a fantastic post and a all round enjoyable blog (I also love the theme/design), I don’t have time to read through it all at the minute but I have book-marked it and also added in your RSS feeds, so when I have time I will be back to read more, Please do keep up the excellent jo.

It’s a shame you don’t have a donate button! I’d certainly donate to this superb blog! I suppose for now i’ll settle for bookmarking and adding your RSS feed to my Google account.
I look forward to fresh updates and will talk about this blog with my Facebook group. Chat soon!

I seriously love your blog.. Pleasant colors & theme. Did you develop this web site yourself? Please reply back as I’m trying to create my very own website and would like to know where you got this from or just what the theme is called. Appreciate it!

Procrie… Construí o site a partir de minhas experiências desde a juventude, uma característica pessoal – sou autodidata – e aprendi a pensar. Pesquisei durante muito tempo sobre o voleibol e sua história – ver livro História do Voleibol no Brasil – neste site há variados assuntos. Estou imbuído de uma missão: compartilhar o pouco que sei com os interessados, especialmente professores escolares. Faço-o por AMOR às novas gerações! SOU GRATO POR SUA INTERVENÇÃO SIMPÁTICA.

That is really attention-grabbing, You’re an excessively professional blogger. I’ve joined your feed and look forward to in quest of more of your fantastic post. Also, I have shared your web site in my social networks!

I am reading your website and an excellent method to promote your content came to my mind.

Thanks for sharing excellent informations. Your web site is very cool. I’m impressed by the details that you have on this website. It reveals how nicely you understand this subject. Bookmarked this web page, will come back for more articles. You, my friend, ROCK! I found just the info I already searched all over the place and just couldn’t come across. What a great website.

Whats Happening I am new to this, I stumbled upon this I’ve discovered it absolutely helpful and it has aided me out loads. I’m hoping to give a contribution; aid different customers like its helped me. Good job.

Magnificent post, very informative. I wonder why the other experts of this sector do not notice this. You must continue your writing. I’m sure, you have a huge readers’ base already!

I went over this site and I believe you have a lot of fantastic information, saved to my bookmarks.

Howdy! I could have sworn I’ve been to your blog before but after going through ome of the posts I realized it’s new to me. Regardless, I’m certainly happy I discovered it and I’ll be book-marking it and checking back frequently!

It’s impressive that you are getting ideas from this paragraph as well as from our discussion made at this place.

It’s hard to come by well-informed people in this particular topic, however, you seem like you know what you’re talking about! Thanks.

Before buying any materials for a home improvement job, you should go online and comparison shop at the local home improvement store websites. Creating student blogs with Weebly would be a great classroom project, or an exciting way to build an online portfolio for your students. Make sure you haven’t left important tasks out, skipped tasks or ventured way off course on meeting the objective.

Have you ever thought about including a little bit more than just your articles? I mean, what you say is fundamental and all. Nevertheless imagine if you added some great photos or videos to give your posts more, “pop”! Your content is excellent but with pics and clips, this website could undeniably be one of the greatest in its field. Terrific blog!

Leave a Reply

Name:
Email:
Website:
Comment: